Nuno Trocado

Nuno Trocado

Nuno Trocado é um guitarrista e compositor que cruza várias constelações musicais contemporâneas. É licenciado em Jazz e mestre em Composição e Teoria Musical pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, no Porto, interessando-se pela combinação entre a espontaneidade da improvisação e o rigor da composição algorítmica. Estudou ainda na Escola de Jazz do Porto, onde também foi professor. Entre outros cursos e workshops, em 2014 integrou o ensemble do seminário de composição orientado por Guillermo Klein no Centro Cultural de Belém. Participou em representação da Escola Superior de Música na 12.ª Festa do Jazz do S. Luiz (Lisboa). Escreveu música para teatro e realizou trabalhos de sonoplastia. Fez parte de Orquestra de Guitarras e Baixos Eléctricos, liderada por Pedro Cardoso (Peixe). Tocou com vários projectos na Casa da Música, Fundação Serralves, Centro Cultural de Belém e em vários festivais, clubes e auditórios do país. Em Maio de 2014 foi lançado o disco de estreia do colectivo Pãodemónio, de que é membro. Em 2015 apresenta ao público o primeiro projecto como líder, intitulado Borboletas e Canhões. Tocou no grupo da Residencial Porta-Jazz com o trompista holandês Morris Kliphuis. Compôs uma peça para o projecto Maquinista, apresentado na Estação de S. Bento. Integra o quarteto Rodong-4, com Hugo Ciríaco, Diogo Dinis e Tó Torres. Participou na edição de 2017 do festival Guimarães Jazz com Cotovelo, um espectáculo de cruzamento disciplinar música/teatro criado em residência artística no âmbito do festival, e com edição discográfica prevista para 2018. Colaborou com a fotógrafa Dária Salgado e com o contrabaixista Sérgio Tavares no projecto Elegia. Escreveu música para o Coreto Porta-jazz. Mantém ainda o Nuno Trocado Quarteto, com formação variável, dedicado à exploração quer dos "jazz standards" quer de composições originais dos seus membros.